🥇 Reitec Fibra | Internet de qualidade em fibra óptica para todo o DF

Internet das Coisas: entenda o conceito e como ele pode mudar a forma como lidamos com a tecnologia

07 out 2021 Bruna Rocha

Entenda mais sobre o conceito da Internet das Coisas e como ela pode pode mudar a forma como lidamos com a tecnologia.

Internet das Coisas: entenda o conceito e como ele pode mudar a forma como lidamos com a tecnologia

A Internet das Coisas, ou Internet of Things (IoT) é uma tecnologia que busca conectar os itens usados no dia a dia à rede mundial de computadores. Os produtos inteligentes vão desde eletrodomésticos e eletroeletrônicos até roupas, calçados e objetos. 

 

A possibilidade de automatizar tarefas cotidianas, reduzir gastos de energia e custos e melhorar experiências são alguns benefícios desse mecanismo. Entenda mais sobre o conceito da Internet das Coisas e como ela pode pode mudar a forma como lidamos com a tecnologia a seguir. 

Como a Internet das Coisas surgiu

A Internet das Coisas surgiu em consequência dos avanços de várias áreas e, devido ao seu potencial de uso nas mais diversas áreas, tem atraído bastante estudo e investimento, tanto da academia como da indústria. 

 

Apesar de parecer uma nova tecnologia, o termo IoT foi criado em 1999 por Kevin Ashton, um pioneiro tecnológico britânico que concebeu um sistema de sensores omnipresentes conectando o mundo físico à Internet. 

 

Já o primeiro dispositivo foi desenvolvido por Simon Hackett e John Romkey, que desenvolveram uma torradeira que era ligada através da internet. A invenção foi um grande sucesso e ganhou um upgrade um ano depois, quando inventaram um guindaste robótico que colocava o pão dentro da torradeira, tornando o sistema totalmente automático. 

Automatizando a sua casa

A casa inteligente é um lugar equipado com aparelhos eletrônicos ligados a uma rede Wi-Fi ou bluetooth, construindo um sistema integrado que nos permite controlar múltiplas coisas, como iluminação, temperatura, eletrodomésticos e muito mais. 

 

Essa se tornou a forma mais acessível e prática de levar a Internet das Coisas para o nosso dia a dia. A automatização de uma casa pode ser feita com poucos objetos, como assistentes virtuais, lâmpadas e tomadas inteligentes, que permitem controlar a casa por comando de voz. Confira 6 objetos para deixar sua casa inteligente

Além das residências

Mas a Internet das Coisas vai muito além da possibilidade de desligar luzes automaticamente ou mandar sua cafeteira preparar o café antes de você acordar. Essa tecnologia está trazendo muitos benefícios para a população como um todo e trouxemos alguns exemplos a seguir. 

Cidades inteligentes

O aumento da população em centros urbanos gerou a necessidade de criarmos cidades mais sustentáveis e organizadas, que suportem o peso das mudanças climáticas e a chegada de mais milhões de habitantes. 

 

A Internet das Coisas permite controlar aspectos da cidade remotamente, como irrigação de jardins e fontes públicas, iluminação externa e outros recursos. Em Barcelona, por exemplo, já existe uma tecnologia que informa motoristas onde há vagas disponíveis, reduzindo o trânsito e as emissões de gases pelos veículos. 

Limpeza do ar e da água

A IoT também pode ajudar a reduzir a poluição melhorando a qualidade do ar e da água. Já temos exemplos na Inglaterra e nos Estados Unidos de dispositivos que medem o nível de poluição do ar e disponibilizam os dados para a população e para especialistas trabalharem em ações para reduzir essas taxas. 

Agricultura mais eficiente

Mas sem dúvidas a área que mais se beneficia da Internet das Coisas é a agricultura. Drones e sensores meteorológicos mapeiam as áreas de plantação e medem a radiação solar, direção do vento, pressão barométrica e o pH das espécies. Além disso, há conexão com máquinas e ferramentas, que automatizam o trabalho gerando mais produtividade e controle da produção.

Menos desperdício de comida

Além de agir no ambiente rural e melhorar a produção de alimentos como falamos no tópico anterior, a IoF também pode reduzir o desperdício de comida através de softwares de gestão para que os produtores gerenciem suas vendas e evitem perdas no transporte das mercadorias. 

Conectando pacientes e médicos

Tecnologias do tipo também ajudam a controlar epidemias, medir indicadores de risco nas pessoas e reduzir a necessidade de interação física entre médicos com pacientes infectados, ajudando no controle de transmissão de doenças

 

Sensores também são usados pela medicina para medir batimentos cardíacos, pulso e pressão sanguínea dos pacientes, deixando seus médicos informados o tempo todo e acelerando diagnósticos. 

 

As possibilidades do uso da Internet das Coisas no nosso cotidiano são infinitas. Cada vez mais teremos ajuda tecnológica para automatizar tarefas, melhorar resultados e facilitar tarefas cotidianas.

Onde estamos:
SRTVS Quadra 701 Bloco “O” - Sala 244 - Edifício Multiempresarial
Shopping DF Plaza Águas Claras sala 201. Ligue agora: 61 3214 8200

Produção: Alerta!design