🥇 Reitec Fibra | Internet de qualidade em fibra óptica para todo o DF

E-books: a aliança entre a tradição da leitura e a tecnologia

29 out 2020 Bruna Rocha

Os e-books, que hoje são muito comuns e que podem ser comprados a um clique de distância, foram inventados em 1971! Saiba mais sobre eles no artigo!

E-books: a aliança entre a tradição da leitura e a tecnologia

Para comemorar o Dia Nacional do Livro, vamos contar um pouco de como ele se uniu com a tecnologia com o surgimento dos e-books. Os livros eletrônicos, que hoje são muito comuns e que podem ser comprados a um clique de distância, foram inventados em 1971!

De lá para cá aconteceram muitas coisas até eles se tornarem tão populares. Então acompanhe o nosso artigo para saber mais sobre essa história! 

O primeiro e-book

Não existe um consenso sobre qual foi o primeiro livro digital criado. Em 1993, Peter James publicou sua obra Host em dois disquetes, que foi anunciado como o primeiro romance eletrônico do mundo. 

Porém, a história começa antes. O inventor oficial do livro digital é o norte-americano Michael Stern Hart. Em 4 de julho de 1971, inspirado por uma cópia da Declaração da Independência Norte-Americana que estava sendo distribuída gratuitamente naquele feriado, ele decidiu digitar no computador o conteúdo do texto e transmitir para os outros usuários da rede de computadores da Universidade de Illinois, em que trabalhava.

Entusiasta do futuro e das novas tecnologias, a leitura em formato digital passou a ser uma paixão para Michael. Ele então criou o Project Gutemberg, a maior rede de e-books gratuitos do mundo, com mais de 46 mil títulos e que segue ativa mesmo após a sua morte, em 2011. 

O surgimento dos e-books

Os e-books passaram muitos anos sendo lidos em computadores ou em PDAS, assistentes digitais pessoais, ou os famosos palmtops. Os primeiros leitores de livros digitais surgiram em meados de 1997. 

Um dos mais famosos foi o Rocketbook, aparelho criado pela NuvoMedia. Ele pesava cerca de meio quilo, tinha um design pouco convidativo e, para adicionar novos livros, eles precisavam ser baixados no computador e passados através de um cabo conector.

Essas dificuldades fizeram com que a venda de e-books caísse. Muitas livrarias da época deixaram de vender os livros em formato digital pela falta de interesse do público. Mas uma pessoa conseguiu enxergar o potencial dessa tecnologia e decidiu investir nos e-readers. Esse alguém era o Jeff Bezos, fundador e dono da Amazon.

Amazon e o boom dos e-books

Bezos observou as tentativas de criação de e-readers e o declínio dos e-books de perto. Em 2004, quando a Amazon já era uma das maiores vendedoras de livros dos Estados Unidos, criou um laboratório de pesquisas na Califórnia para criar um dispositivo que fosse obrigado a desbancar seu negócio de livros, que deu luz ao Kindle.

As exigências impostas pelo chefe da Amazon eram de que o dispositivo pudesse ser usado com apenas uma das mãos e que os livros pudessem ser baixados com mais facilidade. 

Os engenheiros foram além e criaram a tela, um dos grandes diferenciais do Kindle, que permite ler durante longos períodos, além de impedir o reflexo solar. De lá para cá, o leitor de e-book foi se adaptando, ganhando novos recursos e caindo na graça dos leitores mundo afora. 

Vantagens em relação ao livro tradicional

Ficou interessado nos leitores de e-book? Reunimos as principais vantagens e desvantagens do dispositivo. Quem sabe ele não se torna seu companheiro diário?

Mais livros, menos espaço

Se você gosta de ler no caminho do trabalho ou durante uma viagem, mas acha desconfortável ter que ficar carregando livros o tempo todo, um e-reader é uma excelente alternativa! 

Com ele você pode ter seus livros preferidos à mão, para ler em qualquer momento. Terminou um livro no meio do caminho? Já pode começar um outro! Eles possuem armazenamento para centenas de livros, carga suficiente para semanas de leitura e um formato compacto que cabe na bolsa. 

Ajuste os e-books ao seu gosto

Além da tela ser antirreflexo e fosca, tornando a leitura mais agradável aos olhos quando comparada a tela de um tablet ou do computador, os leitores possuem muitos recursos para melhorar ainda mais a sua leitura. 

Você pode ajustar: tipo de fonte, eles possuem uma especial para disléxicos, por exemplo; tamanho da letra; orientação, vertical ou horizontal; e espaçamento entre as linhas. Em alguns modelos de Kindle, há iluminação de tela, que também pode ser ajustada, tornando-o um companheiro ideal para viagens ou leituras noturnas. 

Traduções e significados

Está aprendendo uma língua nova e surgiu uma dúvida sobre uma palavra? É só clicar em cima dela que o Kindle te dará a tradução, de acordo com o dicionário que está nele. Também é possível saber o significado de palavras desconhecidas com apenas um clique!

Além disso, dependendo da palavra ou expressão, é possível ler uma explicação do Wikipédia. Todas essas funcionalidades são possíveis quando ele está conectado ao Wi-Fi. Conectado à internet, você também pode comprar, baixar amostras grátis e fazer downloads de livros novos direto do aparelho. 

Economia a longo prazo

Apesar do preço para a aquisição de um e-reader ser alto no início, você economiza a longo prazo, já que as versões de e-book costumam ser mais baratas que a dos livros físicos. Há diversas opções e modelos no mercado, além do aplicativo do Kindle, que pode ser baixado no celular e testado antes de adquirir o leitor. 

Conheça curiosidades e 10 podcasts para começar a ouvir!

Onde estamos:
SRTVS Quadra 701 Bloco “O” - Sala 244 - Edifício Multiempresarial
Shopping DF Plaza Águas Claras sala 201. Ligue agora: 61 3214 8200

Produção: Alerta!design