🥇 Reitec Fibra | Internet de qualidade em fibra óptica para todo o DF

O aumento de acessos devido à pandemia do coronavírus pode derrubar a internet?

07 maio 2020 Bruna Rocha

A pandemia do coronavírus tem mudado bastante os nossos hábitos e essa mudança já chegou na forma como usamos a internet. 

O aumento de acessos devido à pandemia do coronavírus pode derrubar a internet?

A pandemia do coronavírus tem mudado bastante os nossos hábitos. Estamos trabalhando de forma diferente, consumindo produtos diferentes. Até uma ida ao mercado ou à padaria mudou. E essa mudança já chegou na forma como usamos a internet. 

Essa mudança está fazendo com que passamos mais tempo em casa, com mais tempo livre para navegar, assistir filmes e usar as redes sociais. Com isso, a necessidade de usar a internet para manter os laços profissionais e pessoais tem sobrecarregado servidores no mundo inteiro.

Algumas mudanças estão sendo feitas para manter o tráfego igual e com qualidade para todos os usuários. Mas será que essas mudanças serão suficientes para manter todos nós conectados ao mesmo tempo? Ou será que corremos o risco de ficar sem internet durante essa pandemia?

Respondemos essas e outras dúvidas nesse post, confira! 

Aumento do tráfego

A infraestrutura brasileira de internet registrou um fluxo de tráfego de 11 Tb/s em 23 de março. Para servir de comparação, a média de terabits por segundo registrada ao longo de 2019 foi de 4,69 Tb/s. 

E a mudança não ficou apenas no Brasil. No Reino Unido, o tráfego aumento em 30%, enquanto que nos Estados Unidos, o aumento foi de cerca de 20% durante a pandemia. 

Essa tendência está relacionada ao aumento dos trabalhos remotos e de ensino à distância, além de uma maior procura por formas de entretenimento. 

Mudanças nos serviços de streaming 

Streaming são plataformas online de divulgação de filmes, séries e vídeos. Os mais famosos no Brasil são Netflix, GloboPlay, Facebook e Youtube. Esses aplicativos já estão sentindo os impactos das mudanças de hábito e, consequentemente, já estão adaptando seus serviços. 

Como as pessoas estão passando mais tempo em casa do que o usual, há mais usuários utilizando as plataformas simultaneamente, sobrecarregando os servidores. As alterações na qualidade dos vídeos permitem que todas as pessoas tenham uma boa experiência nos serviços de streaming ao mesmo tempo. 

Acontece que aqui na Reitec, temos servidores próprios da Netflix e do YouTube, então essas dificuldades não existem para os nossos assinantes. Pode ficar tranquilo, você vai conseguir continuar a ver sua série preferida, mesmo com o aumento da demanda da Netflix! 

E como fica o resto do tráfego da internet?

Mesmo reduzindo a sobrecarga dos servidores de streaming, o tráfego da internet no Brasil e no mundo continua aumentando. São mais pessoas fazendo reuniões online, revendo os parentes por chamada de vídeos, comprando online e muito mais. 

Acontece que o tráfego na internet no Brasil já vem aumentando significativamente nos últimos anos e as empresas provedoras de serviços de internet possuem um planejamento prévio para lidar com aumentos na demanda.

No caso do nosso provedor, o excesso de demanda não vai interferir na banda dos assinantes. A fibra ótica consegue suportar 2,5 GB de capacidade, muito além do que utilizamos em casa ou até em grandes empresas. Essa tecnologia tem potencial para expandir e durar por muitos anos, acompanhando as mudanças da nossa sociedade, cada vez mais conectada. 

Saiba mais sobre como funciona a fibra ótica.

Nossa internet está em risco durante a pandemia?

Como vocês puderam perceber, além de adaptações feitas pelas plataformas e servidores mais utilizados no mundo, estão sendo tomadas decisões para monitorar e reduzir o tráfego. E quem opta pela fibra ótica ainda sai ganhando, pois a tecnologia é o que temos de mais moderno hoje em relação a internet wifi. 

Esse monitoramento funciona como uma estrada. Quanto mais carros estiverem querendo passar ao mesmo tempo, mais engarrafamento essa estrada terá. Uma forma de fugir do engarrafamento é desviar da rota e procurar outros caminhos para chegar ao seu destino final. Por mais que o caminho seja mais longo, ele será mais rápido do que o engarrafamento. 

Mandando pacotes de dados por caminhos mais longos pode deixar a internet um pouco mais lenta, mas garante que a ida e vindas dos dados seja realizada. Por isso, esteja preparado para um pouco de lentidão ou uma demora no carregamento de arquivos mais pesados, como vídeos e filmes. É normal e isso não quer dizer que ficaremos totalmente sem internet. Ufa! 

Entenda melhor com nosso vídeo

Onde estamos:
SRTVS Quadra 701 Bloco “O” - Sala 244 - Edifício Multiempresarial
Shopping DF Plaza Águas Claras sala 201. Ligue agora: 61 3214 8200

Produção: Alerta!design